Marketing de Conteúdo – O que realmente importa

Definimos o Marketing de Conteúdo (em sua mais singela compreensão), como qualquer conteúdo de caráter valioso e significativo que acrescente, instrua, ou prenda a atenção do internauta (cliente em potencial). Deste modo, a estratégia contribui para a condução dos clientes à ações rentáveis (vendas concretizadas), concebendo elevada e significativa perceptibilidade, que, no que lhe diz respeito, se compraz em reluzir e evidenciar o prestígio da empresa.

O que é Marketing de Conteúdo

Para iniciar este descritivo, podemos discursar que a definição de Marketing de Conteúdo é algo parcialmente recente (os estudos mais aprofundados tiveram início no século 21). O conceito essencial resume-se em comunicar os internautas (leitores), que a sua marca merece ser respeitada e selecionada como referência, assim como (de imediato ou em um futuro bem próximo), estes venham a se tornar clientes de sua empresa.

A estratégia utilizada

O planejamento de uma estratégia de Marketing Digital (promissora e de grandes oportunidades), encontra-se inteiramente conectado com as qualificações empreendedoras do profissional que o executa – este, no que lhe concerne, irá se deparar com todo o contexto envolvido pelo Marketing de Conteúdo (distribuição de conteúdos vários por mídias diversas, publicações de artigos em blogs, criação e atualização de descritivos para lojas virtuais, definição sobre ocorrências de palavras-chave, ponderação sobre quais palavras-chave se encontram em melhor conformidade com o momento da empresa, etc).

Onde queremos chegar com o Marketing de Conteúdo

O objetivo em se confeccionar e disseminar conteúdo de qualidade (de uma maneira organizada e funcional), pode ser definido em uma simples palavra: “vender” (afinal de contas, o mundo inteiro se move com vendas).

Correlação simplificada entre os âmbitos envolvidos no processo de vendas com Marketing de Conteúdo

Um internauta (leitor), por possuir uma pré disposição e inclinação considerável em relação ao segmento (produto ou serviço ofertado pela empresa), se achega até o site por vontade própria (busca orgânica, ads, etc), após se identificar com o conteúdo exibido, efetua uma ação de compra e é transformado em um comprador qualitativo (cliente).

Para finalizar esta leitura convidamos você a refletir por alguns segundos sobre o seguinte contexto:

Como se encontra o Marketing de Conteúdo da minha empresa?

Feito isso, responda para si mesmo as seguintes questões:

  • O conteúdo que minha empresa distribui pelas diversas mídias possui qualidade?
  • O blog da minha empresa é alimentado com frequência?
  • A minha loja virtual possui atualizações frequentes?
  • As palavras-chave que estou trabalhando estão bem definidas e se encontram em conformidade com o orçamento que estou disponibilizando para minhas campanhas?

Você poderá se interessar por:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *