Será que a minha empresa necessita de um site? – Parte 2

Prosseguindo na sucessão de artigos sobre a necessidade de se engajar um profissional para o desenvolvimento de sites, subdivisões consideráveis serão levantadas durante o avanço deste escrito.

Inicialmente esclarecemos que um site pronto e acessível na internet não sugere que novos clientes se aproximem de sua empresa ou negócio online. Existe um trabalho complexo a ser desempenhado para que um site recém criado (em casos distintos – válido para sites que já possuem um certo tempo de existência), comecem a receber visitantes – principalmente visitantes do tipo segmentados e qualitativos (sobretudo, a regra se aplica para lojas virtuais).

Eminentemente será prescrito o processo de atração de internautas (visitantes e clientes), para um site recentemente desenvolvido e/ou que já possua um certo tempo de existência.

Marketing Digital

Presentemente o marketing digital possui uma abundante quantidade de instrumentos, modelos e procedimentos a serem selecionados com o propósito de conquistar os objetivos desejados. Abaixo será narrado um pequeno, solene e objetivo método:

SEO (Search Engine Optimization) – otimização para mecanismos de pesquisa

Para que um projeto de SEO seja efetuado de maneira eficiente e em concordância com as intenções inicialmente estipuladas em briefing, uma diversidade de fatores deve ser compreendida e empregada durante o processo. Em casos distintos o aperfeiçoamento do site deverá ser executado rigorosamente, partindo de uma inspeção completa do html fornecido e, chegando ao ponto de reformular todo ou parte do conteúdo (texto), distribuído pelas páginas do site. A velocidade de carregamento possui forte influência na determinação dos buscadores, devendo ser confrontada com a característica do site ser responsivo.

Visto que o fator predominante na conduta do projeto é o objetivo de posicionar um site nas primeiras páginas dos buscadores, a execução deste deve ser enfatizada para os resultados de pesquisa do mecanismo intitulado Google – selecionado pelo mérito de ser o buscador responsável por aproximadamente 80% das buscas realizadas pelos internautas brasileiros.

Os tópicos mencionados acima são parte de um todo (não fazem compreensão integral das técnicas de SEO), tendo em conta que, os artigos sequências a este revelarão gradativamente uma visão mais ampla sobre o conceito “otimização para mecanismos de pesquisa”.

Em breve . . .

Confira no terceiro artigo sobre: Será que a minha empresa necessita de um site?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *